A vida pós-treinamento

A vida pós-treinamento Nesta edição especial, na qual a revista VendaMais comemora 13 anos de sucesso (passando bem longe do azar!), resolvemos escrever um artigo especial comentando a dúvida que aflige o nosso amigo leitor Francisco S. A. Bezerra e milhares de outros vendedores em todo o mundo.

Caros vendedores, sinto-me muito à vontade falando sobre esse assunto, pois já passei por isso quando fui contratado por uma grande empresa. A experiência mostra que o melhor a fazer é:

&raquo Ter coragem ? É o primeiro passo para você mudar. Ser corajoso é dominar o medo de se expor e assumir os riscos da nova função.

&raquo Não ter medo de errar ? Só não erra quem não faz nada, portanto, é normal cometer erros por falta de vivência na empresa. Não há problema nisso, desde que você aprenda com os erros e não os repita novamente.

&raquo Espelhar-se nos melhores vendedores ? Analise-os, converse com eles, peça dicas. Com certeza eles vendem mais que os outros porque fazem algo diferente. T. Harv Eker, em seu livro Segredos da Mente Milionária (Editora Sextante), afirma que se você pensar e agir igual a uma pessoa rica terá os mesmos resultados. O ideal, nesse caso, não é só copiar, mas criar o seu próprio estilo de vendas com o passar do tempo.

&raquo Ter paciência com os resultados ? Muitas vezes, o vendedor mal começou a vender e já quer ganhar mais do que todo mundo no primeiro mês. Não que isso seja errado, mas tudo na vida leva um tempo para acontecer. Você não pode plantar um pé de tomate pela manhã e querer comer salada no almoço!

&raquo Iniciar imediatamente ? Lembro-me de que quando concluí o treinamento de vendas para recém-contratados, todos os meus colegas arrumavam desculpas para não ir a campo. Uns estavam organizando a mesa; outros, a pasta, etc. Esse clima de insegurança não ajuda em nada, por isso meu conselho é: vá imediatamente para o campo de batalha. Nada como a prática.

&raquo Agir com entusiasmo desde o início ? Transmita ao cliente segurança e prazer em relacionar-se com você. Clientes não gostam de vendedores inseguros.

E, por último: ter fé, acreditar em você, fazer o melhor que puder, trabalhar duro, dedicar-se de coração e apaixonar-se pelo seu trabalho. Até hoje não conheço um vendedor com força de vontade, atitude e que seguiu essas dicas que não se deu bem em vendas e ganhou muito dinheiro.

Mãos à obra! Boas vendas e sucesso!

Visite o Clube do Vendedor (www.clubedovendedor.com.br) e confira o vídeo Avaliação de Vendedores e o checklist Modelo de Avaliação, de César Frazão.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima