Billy, o marido de aluguel

A história do supervendedor marido de aluguel Criatividade. Esse é o ponto forte de Valdir Peres. Aos 43 anos, sem nível superior e desempregado, decidiu se tornar o marido perfeito, o faz-tudo. ?Coloco quadros, conserto chuveiros, troco lâmpadas, tomadas. Enfim, todas as coisas que qualquer marido poderia fazer e que não faz?, afirma.

Em 2005, depois de criar o seu site (www.maridodealuguel.com), assumiu uma nova identidade: Billy, o marido de aluguel. Há duas décadas, tinha assistido a entrevista de um americano que havia montado uma agência de maridos. Valdir era empresário de transportes e vivia um bom momento, por isso nem pensou em investir na idéia. Depois de passar por um longo período de crise, reascendeu o projeto. ?Meus parentes disseram que era louco, que iria preso, mas eu queria esse nome, não tinha jeito?, conta.

No começo, encontrou dificuldades para formar clientela, mas a visão empreendedora fez o negócio decolar. Billy investiu em mídia, em cuidados com o carro e com o uniforme que utiliza, e hoje chega a atender até quatro clientes por dia. ?Por causa do trânsito de São Paulo é bem complicado, mas é bom ver que os resultados estão aparecendo?, declara.

Atualmente, Valdir acredita que existam mais profissionais que prestam os mesmos serviços, mas é aí que entra o diferencial do primeiro marido de aluguel a ?dar a cara a tapa?, como ele diz. ?Eu me considero inovador, estou sempre desenvolvendo algo?. A sua mais nova invenção é um aparelho para fazer furo em parede sem deixar cair um grão de areia.

Mesmo com todas essas habilidades e tendo uma clientela de mulheres e homens que precisam desses serviços em suas casas ou escritórios, Valdir não se considera um supervendedor, mas demonstra, por suas palavras, que apresenta as características de um grande profissional de vendas. ?Um supervendedor é aquele que conhece a fundo o produto ou serviço que vende, dá suporte ao seu cliente, e faz um bom serviço de pós-venda?. E é exatamente isso que ele faz.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima