O que é Software CRM?

crm blocos de madeira com um diferente

Por Paulo Araújo

Antes de mais nada, CRM é uma sigla em inglês que quer dizer:

  • Customer, traduzindo Cliente;
  • Relationship, traduzindo Relacionamento, e;
  • Management, significa gestão ou gerenciamento.

Ao juntar as palavrinhas mágicas temos a expressão: Gestão do Relacionamento com o Cliente.

Simplificando, o Software CRM – ou gerenciamento de relacionamento com o cliente – refere-se ao monitoramento das interações com clientes potenciais e clientes.

Quando surgiu?

A onda dos Sistemas de CRM começou na década de 80 como uma estratégia de marketing de guerrilha e data base marketing.

Naquele tempo poucos falavam em adotar um CRM para a equipe de vendas e a grande maioria das empresas considerava isso parte do trabalho da equipe de marketing.

– Isso é coisa do Marketing! – Berravam os vendedores da época.

Hoje discutir o uso do Software de CRM é uma grande bobagem. Afinal, não adotar seu uso significa ficar atrás dos seus concorrentes.

Acredito também que não há mais espaço para o eterno conflito entre Marketing e Vendas, já que unidos, esses setores podem ser muito mais produtivos para a empresa e trazer muito mais resultados.

Qual a definição de CRM?

Na Wikipédia temos uma definição bastante interessante. Vamos a ela:

“Customer relationship management é uma estratégia de gestão de relacionamento com o cliente voltada ao entendimento e antecipação das suas necessidades. É uma filosofia, uma estratégia e um processo que está ligada diretamente com os três principais pilares do marketing. 

O CRM é utilizado para coletar os dados dos clientes, armazená-los e facilitar cruzamentos desses dados. Apesar de ser um grande desafio, a identificação do cliente feita pela empresa é um fator decisivo nas iniciativas de relacionamento “one to one”.

Eu, particularmente, gosto muito dessa definição.

Para mim, o CRM é uma ferramenta voltada para o processo de foco no cliente, aquisição, transação, atendimento, retenção e construção de relacionamento de longo prazo com os clientes.

Gosto em especial da expressão “one to one”.

A meu ver é justamente aí que o Software de Vendas mais me encanta. Saber o que acontece com cada cliente em especial:

  • Quem ele é;
  • O que consome;
  • Se é prospect ativo ou inativo;
  • Entre outros.

São só algumas das informações que podem fazer a diferença no fechamento da venda…

O que você não pode confundir, NUNCA!

É importante deixar claro que o Sistema de CRM não pode ser confundido com o bom e velho ERP.

Você o conhece?

O ERP (Enterprise Resource Planning) é o Software que gerencia todas as áreas da empresa. Tem função contábil, fiscal, controle de estoque, produção, logística e vendas. Ele é muito mais abrangente que o Software CRM, mas por incrível que pareça dificilmente um ERP tem um bom CRM assim como um CRM jamais será um bom ERP.

São sistemas complementares: assim como o ato de vestir inclui peças que se complementam, como a calça, camisa e acessórios.

Os Softwares de CRM de hoje têm funções mais específicas e foco no processo comercial, acredito que pelo fato do ERP tem o foco em especial na área financeira, contábil e tributária haverá ainda por muito tempo espaço para Programas de Controle de Vendas independentes.

Veja no próximo post:

Paulo Araujo - CRM para vendasPaulo Araújo é fundador e diretor da Clientar CRM, palestrante e consultor de vendas.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima