O que é uma boa negociação?

Saiba o que é uma boa negociação e pratique-a durante suas vendas. Quando os vendedores pensam a respeito de uma negociação, normalmente eles só levam em consideração a venda em si, sem ponderar sobre as ramificações e implicações do acordo a longo prazo. Uma boa negociação tem metas específicas que formam uma base para todos os relacionamentos futuros com aquele cliente.

Entre outros fatores que devem ser considerados, os seguintes pontos devem ser analisados cuidadosamente:

Ela é justa? ? Justiça é um termo subjetivo quando falamos de negociação. Um acordo negociado é considerado justo por sua própria natureza, já que ambas as partes concordaram com os termos. Existem situações, porém, em que um lado pode exercer seu poder para impor determinadas condições. Por exemplo: um cliente pode precisar de uma data específica para receber o produto e não estar em posição de poder discutir o preço ou a condição de pagamento. Conseqüentemente, o vendedor pode conseguir um preço cheio, sem nenhum desconto ou concessão. Aparentemente, o acordo foi justo, mas o comprador certamente vai tentar revidar na próxima oportunidade, pois se sentiu explorado por não ter conseguido negociar.

O oposto também ocorre com freqüência. Muitas vezes, o vendedor precisa fechar negócio e o comprador o aperta até o último centavo, obrigando-o a vender sem nenhum lucro. Isso pode parecer vantajoso a curto prazo, mas eventualmente o fornecedor não terá recursos para aprimorar seu produto e talvez venha até mesmo a fechar suas portas. Nesse caso, o comprador perde mais uma opção de fornecimento.

A confiança e a boa vontade foram preservadas? ? Os vendedores devem estar sempre preocupados com as conseqüências a longo prazo de suas negociações. É bastante difícil conseguir a confiança de um interlocutor, que pode ser perdida em uma única atitude mal pensada. As pessoas não gostam de se sentir manipuladas ou traídas durante uma negociação ? a credibilidade vai embora bem rapidinho. A maior dificuldade numa negociação é conseguir controlar as emoções e não as condições da venda. Dessa forma, há um desgaste muito grande no curso de qualquer venda importante. É importante que o vendedor consiga administrar suas emoções e que, no calor das discussões, os limites não sejam ultrapassados e egos ofendidos.

Foi bom para você? ? A negociação ideal é aquela na qual os dois lados saem com a sensação de ter feito um bom negócio e com vontade de negociar novamente com aquela pessoa no futuro. Se somente uma parte sai lucrando, a boa vontade deixa de existir e um clima de competição vai dominar o próximo encontro entre os dois. Uma boa técnica para se conseguir isso é enfatizar os assuntos em comum e não dar um grande destaque às diferenças entre os dois lados.

Por fim, uma boa negociação deve ser capaz de perdurar por um bom tempo. Em empresas que negociam contratos de prestação de serviços, esse fator se torna extremamente importante. Se a negociação não foi realizada levando em consideração as dificuldades futuras na execução do serviço, existe uma forte possibilidade de que os problemas venham a ser resolvidos no departamento jurídico e não nas mesas de negociação.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima