Raupp Transportes: o sonho do negócio próprio

Raupp Transportes: o sonho do negócio próprio Daniel Raupp Trajano, filho de agricultores do interior de Santa Catarina, tinha o sonho de ter seu negócio próprio. Entretanto, as dificuldades encontradas pela falta de experiência e de capital para o investimento fez com que ele começasse aos poucos a estudar e fazer pequenos investimentos.

Já que seu sonho era criar uma transportadora, Daniel Raupp começou pelas aulas de direção. Com a carteira de habilitação em mão, passou a trabalhar como motorista em transportadoras de cargas e em empresas de ônibus. No entanto, o pensamento de um dia ter seu próprio caminhão nunca foi deixado de lado. ?Foi muito difícil, imagine você um filho de agricultores humildes e sem posses, começar um negócio próprio que necessitava de investimento e não tinha nenhum investidor que quisesse apostar em um jovem sem experiência?, explica.

Com esse pensamento e uma economia mensal, Daniel conseguiu juntar dinheiro para dar entrada no tão sonhado caminhão: ?Vários amigos me chamaram de maluco por largar o emprego e comprar um caminhão usado. E pior, ficar devendo?.

No início da sua carreira, Daniel trabalhava para uma transportadora e foi nesse momento que sentiu que poderia alçar vôos maiores. Então, em outubro de 1986, decidiu abrir sua própria empresa ? a Raupp Transportes. Após constituída, experiência adquirida e muitas idéias na cabeça, ele saiu em busca de clientes. ?Comecei a transportar móveis e eletrodomésticos para uma grande rede de lojas com sede em Porto Alegre. Esse primeiro cliente gostou do meu trabalho e me proporcionou outras oportunidades, fazendo com que fosse necessário adquirir outro caminhão?, conta Daniel.

Com as novas oportunidades e novos clientes, mais caminhões foram adquiridos e, em 1993, a empresa passou a transportar também para médias e longas distâncias. A partir daí expandiu sua área de atuação, abrindo sua primeira filial. Junto a essa expansão, a empresa decidiu investir na informatização de suas unidades operacionais e administrativas, bem como na modernização e renovação constante da frota.

No seu segmento, a empresa é uma das principais transportadoras do Sul e Sudeste do País, possui uma equipe de aproximadamente 400 pessoas, além de dispor de mais de 200 equipamentos entre caminhões, cavalos mecânicos, semi-reboques e furgões cabideiros intercambiáveis. Neste ano, as vendas já fecharam em 22 milhões de reais, gerados pelas seis unidades operacionais da empresa.

Diferenciais ? Mesmo com todo o crescimento e a realização de um sonho, Daniel não deixou de investir em alguns diferenciais, por exemplo: seus caminhões contam com um sistema pioneiro de cabideiros para o transporte de roupas, tendo transportado até as roupas do Papa, em visita ao Brasil em 2007. Ele acredita que o diferencial de sua empresa também está no atendimento, dedicação e respeito ao cliente. ?Quando o cliente tem um problema, ele pode falar comigo ou com um dos meus filhos, que possuem conhecimento e poder de decisão para resolver qualquer problema?, explica.

Desde a sua fundação, os resultados da empresa foram muitos, mas Daniel destaca entre os mais difíceis de conquistar e principalmente manter: ?A obtenção de bons índices de crescimento e de rentabilidade em um seguimento altamente competitivo e instável, como é o caso do transporte de cargas, foi o principal deles?.

Daniel acredita que empreender é não temer o fracasso, ter disposição e determinação para começar novamente se for necessário: ?É ver oportunidades onde outros não vêem, é se manter atualizado, buscando e aprimorando seus conhecimentos?. Se você está pensando em abrir o seu próprio negócio, Daniel dá a dica: faça uma pesquisa de mercado na área que deseja atuar. ?Muitos empreendedores costumam copiar alguém que vem tendo sucesso em um determinado ramo e entram sem conhecer o negócio em que irão atuar. Essa atitude pode levá-los a figurar nas estatísticas de empresas que desaparecem antes mesmo de completarem cinco anos de vida?, explica.

Para o futuro, Daniel pensa no crescimento e aprimoramento da empresa. ?O mercado em que atuamos tem uma perspectiva muito boa, crescemos em média 25% ao ano nos últimos seis anos. Neste ano, devemos crescer mais de 30% ? estamos abrindo novas frentes e agregando serviços de logística?, explica.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima