Será que existem problemas de treinamento da força de vendas?

Será que existem problemas de treinamento da força de vendas? Em junho, estive na ASTD/2007 (Associação Americana para Treinamento e Desenvolvimento). Trata-se do maior evento do mundo na área de treinamento e desenvolvimento.

Foi o segundo ano consecutivo em que tive a oportunidade de proferir uma palestra nesse prestigioso evento. Neste ano, falei sobre ?como vender treinamento e desenvolvimento na América Latina?. Foi uma importante oportunidade de demonstrar que nosso mercado já está maduro o suficiente para absorver boa parte das tecnologias que são oferecidas para países ditos mais desenvolvidos. Se você quiser, envie-me um e-mail que, com muito prazer, lhe enviarei o material que utilizei na palestra.

Dentro da ASTD é possível perceber tendências e identificar falhas que nós, profissionais de vendas, temos cometido ao longo do tempo. Neste ano, por tudo que vi e discuti com outros profissionais de diversos países, ficou muito claro para mim que tem ocorrido um tremendo erro na definição de nossas necessidades de treinamento.

Nossa tendência é partir do pressuposto de que problemas de desempenho são ? quase que invariavelmente ? passivos de solução via treinamento. Isso é um engano. Muitas vezes, o fraco desempenho da equipe de vendas se deve a questões como:

» Logística interna falha ? Falta produto na hora de entregar o pedido.

» Logística externa falha ? Não conseguimos entregar o produto no prazo acordado.

» Custos de produção mais altos que a média ? Levando à perda de competitividade quando comparamos nossa oferta a dos nossos concorrentes.

» Erros na avaliação do risco de crédito ? Partindo de uma avaliação equivocada do potencial de compras do cliente, deixamos de vender para quem teria todas as condições de pagar.

» Falhas cometidas por nossos parceiros comerciais ? Canais de distribuição mal preparados e sem receber o devido acompanhamento são uma verdadeira bomba-relógio para vendas.

Essa lista poderia crescer ainda mais se observássemos as especificidades de cada empresa. Mas o objetivo de nossa reflexão é verificar em que casos o treinamento resolve problemas de desempenho. Na ASTD, pude notar que as maiores empresas do mundo estão recorrendo a uma ferramenta já bastante conhecida da área de RH, trata-se do Assessment ? uma espécie de avaliação do quanto as pessoas sabem sobre determinado tema.

A mecânica é relativamente simples: em primeiro lugar, é preciso definir quais são as competências essenciais para os profissionais da área de vendas da sua empresa. Depois, é preciso medir o quanto dessas competências já existe em sua equipe (nesse ponto entra o Assessment). Medida a diferença entre o que nossos vendedores sabem e o que deveriam saber, torna-se possível determinar o que fazer para que as competências insuficientes se desenvolvam.

Às vezes, a solução está no treinamento, às vezes não. O melhor tratamento para a questão sempre poderá ser desenvolvido com a ajuda de um bom consultor, daqueles que, como verdadeiros vendedores, não estão apenas interessados em seu dinheiro, mas querem ajudar você a encontrar a melhor solução para seus problemas.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima