Teste sua capacidade de realização

Você aceita o mundo e sua sina do jeito que são? Ou ?pega o touro a unha? e sai em busca do que quer? A resposta tem tudo a ver com concentrar-se e atingir resultados. Faça o teste proposto a seguir. Você aceita o mundo e sua sina do jeito que são? Ou ?pega o touro a unha? e sai em busca do que quer? A resposta tem tudo a ver com concentrar-se e atingir resultados. Faça o teste proposto a seguir. Em cada questão, dê a si mesmo uma nota na escala de 1 a 5 (onde 5 = Modelo; 4 = Perito; 3 = Competente; 2 = Inconsistente; e 1 = Fraco). Peça a um colega que o avalie. Depois encontre sua pontuação média e a do colega para saber qual seu desempenho.

01 – Foco na realização Alta pontuação: Reconhecido como realizador, com uma ficha de realizações para mostrar. Forte traço empreendedor. Mostra determinação na busca de resultados e sucessos. Reconhece quando perde ou ganha. Baixa pontuação: Acha difícil especificar conseqüências e metas. Demora para tomar decisões. Contenta-se em ?dar murro em ponta de faca?. Carece de ambição e entusiasmo.

auto-avaliação avaliação do colega 02 – Tarefas múltiplas Alta pontuação: Controla os acontecimentos. Enfrenta exigências diversas. Organiza bem o tempo. Baixa pontuação: Entra em pânico em situações adversas. Atuação reativa. Incapaz de se manter em dia com os acontecimentos. Recua quando há muitos desafios.

auto-avaliação avaliação do colega 03 – Adaptação à mudança Baixa pontuação: Demonstra inflexibilidade. Fica ?empacado?. Predisposição negativa ou pessimista. Vê a mudança como ameaça. Alta pontuação: Predisposição positiva e receptividade a novas experiências. Flexível, com certo grau de espontaneidade. Norteado para o futuro e capaz de planejar antecipadamente.

auto-avaliação avaliação do colega Pontuação média em capacidade de realização:

auto-avaliação avaliação do colega Como desenvolver a capacidade de realização

Há uma série de habilidades e capacidades latentes relativas a essa capacidade. Também podem ser desenvolvidas e melhoradas com o tempo. Em geral, não são habilidades que se aprendem nos livros, mas sim que desenvolvemos ao avaliarmos nosso enfoque, ao refletirmos sobre ele com maturidade e ao desenvolvermos novos hábitos. Entre essas competências, estão:

· Tomar decisões

· Dividir metas em ações distintas

· Planejar e organizar

· Priorizar

Embora seja difícil alterar suas tendências básicas, é utilíssimo ter consciência de si mesmo. Isso pode ajudá-lo a entender como você interage com os outros. Outro fator importante é o conjunto de hábitos que desenvolvemos na vida para enfrentar a mudança e a complexidade do mundo. Veja alguns exemplos:

· Você se retrai diante de um desafio?

· Entra em pânico em situações adversas?

· Tem a tendência de pensar que ?o futuro dirá??

Se você perguntar aos outros sobre essas questões e analisar como tem reagido diante de desafios, conseguirá uma idéia clara sobre seus hábitos. Terá então condições de avaliar o que há de bom neles, o que não é tão proveitoso e em que você pode melhorar.

Frase: ?Ninguém pode fazer o impossível, mas é divertido fazer o improvável? ? Lady Fairfax

Para saber mais: Extraído e adaptado do livro Teste Suas Competências Pessoais, de Gareth Lewis e Gene Crozier (Publifolha). Visite: www.publifolha.com.br.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima