Trabalho temporário: sucesso para sempre?

Como o trabalho temporário pode ajudar no sucesso de uma empresa É sabido que, chegado o final de ano, as vendas esquentam, o trabalho aumenta, que precisamos de mais ajuda para dar conta de tudo que surge e, com isso, aproveitar ao máximo as oportunidades que aparecem nesta época do ano.

Por outro lado, vários candidatos se apresentam para trabalhar, como forma de encorpar suas finanças e, quem sabe, até descobrir uma oportunidade de carreira. Os chamados ?funcionários temporários? têm uma função muito importante: colaborar com a equipe efetiva da loja a fim de realizar mais vendas, conquistar mais clientes e divulgar mais a marca e o negócio. Isso tudo se o processo for conduzido de forma estratégica, profissional e eficiente.

Recrutamento e seleção ? Se não ficar atento, o lojista pode permitir que ingresse em sua equipe uma pessoa que não quer realizar um trabalho de uma forma predeterminada, e sim alguém que deseja só um emprego, um ganho extra, ou seja, um mero oportunista. Embora a necessidade seja imediata e pontual, podemos encarar que o ?temporário? pode se tornar um ótimo profissional para pertencer à equipe, basta que tenhamos isso em mente desde o processo de recrutamento e seleção.

Você já parou para pensar que um temporário bem-sucedido pode ser uma oportunidade de ?oxigenar? sua equipe? Mexendo um pouco com a situação acomodada que a equipe possa estar? É importante recrutar esse profissional temporário com praticamente os mesmos critérios que se procura um efetivo, pois mesmo que a empresa queira dispensar todos os contratados de final de ano, logo após as festas, é importante lembrar que, por um tempo, os profissionais irão conviver juntos sob as mesmas regras, objetivos e rotinas.

Regras e padrões ? Lembre-se de que todos na loja representam o produto e a sua marca. Para o cliente não faz diferença o fato de ser temporário ou efetivo, pois suas expectativas deverão ser atendidas. Mesmo que sejam temporários para área de vendas ou de apoio (caixa, estoque, pacote, etc.) é importante que todos, sem exceção, sejam gerenciados de forma justa e estejam sujeitos às mesmas regras e padrões.

Um ponto importante é frisar sempre, para todos que irão trabalhar na empresa, as regras do jogo. O que se espera de cada um e como a empresa quer que os objetivos sejam conquistados. É evidente que para isso o seu jogo tem de ter regras claras, pois senão ficará difícil, já que não temos normas nem procedimentos esclarecidos.

Inclusive, quando se recruta novos integrantes para uma equipe, é importante integrá-los ao time. É fundamental alinhar objetivos entre todos, efetivos e temporários, e a empresa. Não seria justo deixar que vendedores temporários chegassem à loja apenas para aproveitar o bom fluxo de clientes, ganhar dinheiro e ir embora. Afinal, por muitas vezes, a equipe efetiva deu duro durante o ano todo para, então, conseguir colher melhores resultados.

Análise de desempenho ? Os parâmetros de análise de desempenho podem e devem ser os mesmos na maioria dos casos. Metas proporcionais devem ser estabelecidas para os temporários desde o início. O acompanhamento gerencial e a orientação para o aprimoramento do desempenho deverá ser uma constante com toda a equipe, efetivos ou temporários.

O que importa, na hora de avaliar o desempenho em vendas, é entender o real desempenho do profissional, com relação à quantidade e à qualidade das vendas realizadas. Por exemplo: qual o percentual atingido na meta de vendas? Para quantos clientes se vende em cada dez que se atende? Que percentual de descontos é praticado pelo vendedor? Qual a média de itens vendidos em cada atendimento? Qual o tíquete-médio de cada vendedor? Entre outras.

É um erro pressupor que vendedores antigos sempre vendem mais. Embora a experiência anterior possa ser relevante, existem vendedores que em pouco tempo já fazem mais vendas que aqueles que são antigos. Por isso, deve-se treinar todos os vendedores igualmente e, a partir daí, estabelecer parâmetros de desempenho que eles deverão atingir e/ou superar.

Quantidade de temporários ? Na hora de planejar a quantidade de temporários que se irá contratar, deve-se levar em conta o seguinte: o fator de motivação para os efetivos, ou seja, dar a esses a oportunidade de ?ganhar mais?, em vez de entupir a loja com novos vendedores. Por vezes, os temporários ocupam espaços na loja que poderiam ser ocupados pelo cliente.

Além disso, é importante considerar a natureza do negócio. Em outras palavras, o processo de venda prevê a necessidade de mais vendedores ou seria melhor mais profissionais para ajudar os vendedores efetivos da loja? Por exemplo: muitas vezes, o nível de conhecimento do produto necessário é muito grande, fato que seria arriscado colocar um novato em vendas, mesmo que por um tempo. Ou ainda, pelo alto valor agregado do produto, é necessário que o cliente seja atendido por alguém que já o conhece e sabe de suas preferências, que já dispõe de um relacionamento anterior.

Portanto, quando se recruta e seleciona temporários com uma visão mais estratégica, pode-se, ao mesmo tempo, conseguir o reforço para o momento, como também a solução para um maior prazo.

O sucesso das vendas do varejo depende muito da equipe que se consegue desenvolver e manter, da ênfase dada ao desempenho e, acima de tudo, à orientação e desenvolvimento dos integrantes da equipe. Por isso, tenha em mente que os componentes da equipe podem ser temporários, porém, a preocupação com o sucesso de seu negócio deve ser para sempre.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima